Mari  Silva Alexandre

Sou flor, Sou amor. Sou Dor, Sou amor. É nisto que me resumo.

Textos



                    O ser humano é corajoso.

     Quer coragem maior do que viver para se encontrar com a morte?
Um encontro que por mais que pareça bonito aos olhos de alguns, mesmo estes não a desejam, não a sonham e fazem o que podem para evitá-la.
     E quando adoecem, rezam. Rezam e pedem a Deus para livrá-los da morte.
     Não compreendo coragem maior do que nascer para morrer. Coragem de dormir sem saber se vai ou não amanhecer vivo. É muito corajoso viver com a dúvida em relação à morte. A certeza de que nada se pode fazer para evitá-la. A incerteza de quando se vai morrer? A morte, quando chega, não quer saber dos sonhos, dos projetos de vida, da gravidez sonhada, da responsabilidade de criar o filho que se espera, da recém formatura depois de tantos anos de dedicação aos estudos, da viagem em férias marcada, do desejo de ver os filhos crescerem… Enfim! Nada a comove! Ela simplesmente se faz acontecer quando sente vontade e coloca um termo à vida. O único privilegiado foi Jesus que ressuscitou para subir ao céu. O ressuscitar do ser humano é renascer na própria vida. Eu não sei.  Mas, penso que isso deveria mudar. Tantas coisas se transformam e acredito que a maneira como vivemos também deveria ser repensada.
     Deveríamos poder viver até nos cansarmos da vida. A morte deveria ser uma opção e não uma fatalidade. Não deveria ser também, uma obrigação involuntária.
           
              Estou cansada dessa imposição!

                       Eu protesto a morte!
                       Eu reivindico a vida!

      Chega de aceitar pacificamente a morte…
     Eu não quero mais fazer parte daqueles que aceitam tudo sem imporem suas vontades.
     Eu quero uma audiência com Deus para pedir-lhe que mude o curso dos acontecimentos.
Mari S Alexandre
Enviado por Mari S Alexandre em 10/05/2014
Alterado em 24/07/2015
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras