Mari  Silva Alexandre

Sou flor, Sou amor. Sou Dor, Sou amor. É nisto que me resumo.

Textos


Observo que, em algumas pessoas,  há certas dificuldades   em se concentrarem naquilo que lhes é dito e, ou,  que lhes é perguntado.
Nas redes sociais,  por exemplo, o enunciado de uma determinada publicação aborda sobre um  tema específico e as respostas  dadas nos comentários, são sobre diversos assuntos que nada tem a ver com o que está sendo abordado. O pior de tudo, é acreditarem que estão respondendo à abordagem.
É assim,  com tudo o que vem acontecendo na história, diária, do Brasil. Um verdadeiro caos oficial.
Essa situação me faz lembrar de uma canção que diz: “Eu bebo uma Coca-Cola e ela pensa em casamento.”
Ih, vão dizer que eu sou petista pois me lembrei de uma canção do Caetano Veloso.
Esqueci-me de que, não é de bom tom gostar de músicas, ou de ouvir certos cantores, que se manifestam politicamente, contrários ao que se espera deles. Seja lá o que for que esperem.
Eu sou a favor pelo respeito mútuo.
Que coisa chata, ter que sentir o que a maioria sente.  Ter de pensar o que a maioria pensa. Ter de escolher o que a maioria escolhe. 
Viver dentro daquilo que a maioria exige, é, no mínimo, insano.
Ah, que saudade, que eu sinto daquele tempo em que eu era livre para  decidir ser quem eu desejava de ser. O meu desejo continua, as possibilidades é que foram modificadas.
Eu não sou partidária, mesmo porque não concorro a nenhum cargo político, e adoro as canções do Chico Buarque. Suas escolhas políticas não são problemas que devo considerar como meus.
Com licença: Let me be.
Mari S Alexandre
Enviado por Mari S Alexandre em 31/05/2018
Alterado em 31/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras