Mari  Silva Alexandre

Sou flor, Sou amor. Sou Dor, Sou amor. É nisto que me resumo.

Textos


  • - Eu preciso contar-lhe uma coisa.
    - Diga-me!?

    - Ele é tão, ele é tão lindo, mas tão lindo.
    - Ele quem? De quem você está falando, criatura?
    - Não adianta eu  dizer quem ele é, pois você não o conhece. - Eu posso dizer como ele é.
    - Diga-me!,  estou curiosa para ouvir.
    - Como eu estava dizendo: ele é muito lindo, tele em os dentes maravilhosos, ele tem um sorriso encantador, ele tem a voz é serena, ele tem um jeito terno de falar. Ele é tão carinhoso, é tão suave.
    - Seja lá  de quem você estiver falando, me parece que você está ‘perdidamente’ apaixonada.
    - Sim. Talvez eu esteja apaixonada. Mas, não posso afirmar que esteja perdida nesse paixão, pois é nela que eu  tenho me encontrado.
    - Cuidado para você não se decepcionar e sofrer.
    - Decepcionar-me com o quê?
    - Eu não sei com o quê. Todavia, tome cuidado.
    - Eu não quero ter que tomar cuidado, a única coisa que eu  quero é  me sentir feliz. Eu sei que tudo na vida é efêmero. Eu já gostei de alguém e deixei de gostar desse alguém. Alguém já gostou de mim, e esse alguém já deixou de gostar de mim. A vida é assim mesmo, é ir gostando e sendo gostado, durante o tempo em que os sentimentos estiverem felizes por estarem sendo  sentidos mutuamente. Quando acaba o encantamento, acaba o amor, e em alguns casos fica somente a consideração, o que é ainda bem pior, porque faz sofrer ambas as partes. 
    Cada sentimento tem seu jeito de se expressar e de reagir. É normal as pessoas se sentirem felizes quando algo bom se inicia em suas vidas e de ficarem tristes quando algo que era bom chega ao fim. Melhor do que se sentir triste por algo ter acabado é nunca ter vivido nada de bom que pudesse ter chegado ao fim. 
    Viver é estar sempre recomeçando, até que chegue um belo dia, em que não se queira mais recomeçar; se queira somente dar continuidade ao que se está vivendo de bom. O jeito que se encontra a felicidade não importa realmente, o importante é se  mergulhar nos momentos felizes que a vida possa nos apresentar. 
    O que eu quero é me sentir bem e me sentir amando. Eu quero viver o dia de hoje. E se o dia de amanhã for ruim, será no dia de amanhã que eu resolverei.
    Os problemas não podem ser resolvidos de véspera. Estou me sentindo muito apaixonada. Estou sentindo o amor em mim. 
  • - Então, eu desejo-lhe sorte.
    - Eu lhe sou grata. Ele é lindo demais... Ele é lindo e saber viver.
Mari S Alexandre
Enviado por Mari S Alexandre em 08/08/2015
Alterado em 08/08/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras