Mari  Silva Alexandre

Sou flor, Sou amor. Sou Dor, Sou amor. É nisto que me resumo.

Textos


Havia entre os dois um interesse,
que despertava, inexplicavelmente,
um para o outro.
O encontro parecia ser inevitável.

 
Eles gostavam das mesmas coisas.
O humor em sintonia os fazia
viverem momentos de alegria.
Foram ficando viciados 
na companhia um do outro.
 
Ele tinha seu mundo completo.
Ela também.
Uma força maior os
unia e silenciosamente
marcou aquele encontro,
que tanto sonhavam.
 
Tímidos diante um do outro
pela primeira vez, as palavras
fugiram.
Meio desajeitados e inibidos
se olhavam sem perceberem
que anoitecia e a hora
da despedida havia chegado.
Num abraço delicado, seus
olhares, disseram adeus.
 
E cada um levou do outro
aquele perfume, que não
mais puderam esquecer.
E descobriram naquele
cheiro, a essência do amor.

proxy?url=http%3A%2F%2F1.bp.blogspot.com



 
Mari S Alexandre
Enviado por Mari S Alexandre em 18/06/2014
Alterado em 14/04/2015
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras