Mari  Silva Alexandre

Sou flor, Sou amor. Sou Dor, Sou amor. É nisto que me resumo.

Meu Diário
28/07/2015 15h50
Antagonista

É difícil explicar que: o que parece natural e
normal para uns, é completamente pessoal.
Um simples detalhe, um mero trejeito,
modifica todo o jeito de cada ser.

Nem sempre o que parece corriqueiro 
dá para ser inserido e  poder se prestar
a fazer o favor acontecer.

Se fosse possível agradar a todos
ao mesmo tempo, sem se desagradar,
seria tudo menos complicado.

O melhor jeito então, é não ficar sem jeito
e deixar para lá.


Publicado por Mari S Alexandre em 28/07/2015 às 15h50
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras