Mari  Silva Alexandre

Sou flor, Sou amor. Sou Dor, Sou amor. É nisto que me resumo.

Meu Diário
24/05/2014 10h18
OUÇO OS TEUS SONHOS

Ouço os teus sonhos
na canção

que compuseste para

celebrar o nosso amor.

Belo como o canto do

rouxinol  me invade a tua

voz, neste canto melódico.

A fogueira quase se apagou,

na madrugada que se adentrou.

Não me canso de ouvir,

esta linda canção de amor.

Amanhecerá e anoitecerá mas o nosso amor,

permanecerá acordado 

em nossos corações.

Este amor nasceu e

floresceu neste mar

de ilusões. 

Dele nasceu esta canção.

Nosso amor, meu amor,

virou uma asteroidea.

 

 

 

By Mari Alexandre (14/12/2013)


Publicado por Mari S Alexandre em 24/05/2014 às 10h18
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras